Final de semana com o filme: Negação.

Desde o dia que vi o trailer desse filme ele ficou em minha cabeça. Eu ia assistir de qualquer jeito e, por isso, coloquei um post-it no meu monitor me lembrando da sua data de estréia nos cinemas: 09/03/17. Foi ali que sabia que ia ver um filme interessante sobre uma história real, que me deixaria fascinada pela dedicação de pessoas em provar algo que jamais imaginei que pudesse ser contestado (e ainda acho incontestável!) como em Negação.

Imagem via
As impecáveis atuações de Rachel Weisz, Timothy Spall e Tom Wilkinson dão a dose certa de drama à película, que nos instiga a conhecer mais da trágica história que recaiu sobre o povo judeu pelas mãos do líder alemão Adolf Hitler. 

Imagem via
Enquanto David Irving (Spall) nega a existência do holocausto durante a Segunda Grande Guerra, a historiadora Deborah Lipstadt que se opõe a dar significância à pessoa de Irving ou à sua fala deturpada sobre os fatos ocorridos. Porém, ele resolve processá-la por difamação e aí temos o início de uma série de questionamentos que são levantados e não tão facilmente rebatidos.


Admito que a atuação do Wilkinson como o advogado defensor da ré (na justiça britânica o réu é que tem que provar que não é culpado), Deborah, me encantou mais. Achei a interpretação dele bastante realista. Aliás, de todos eles, o time de atores é excelente.

Imagem via
O filme é muito bem executado e achei estranho não tê-lo visto nos cinemas por aqui. Não tem grandes cenas ou caprichadas cenas de suspense. Conta o que ocorreu há pouco tempo (entre 1998 e 2000) levantando também o questionamento a respeito da liberdade de expressão. Este não é foco da história, mas acaba sendo levantado e bem justificado através do posicionamento da historiadora Deborah Irving.

Recomendo!
Uma semana de paz e luz pra gente!
:*

8 comentários:

  1. Oi Bárbara,
    Estou meio cansada de filmes e livros sobre o holocausto, pois nos anos 90 foi um bombardeio deste tipo de filme e literatura, ao ponto de saturar (pronto falei, sei que os judeus não vão gostar), mas os atores são tão bons que sou capaz de arriscar.
    Bjs (mas sem gripe, pois estou gripadíssima)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahahah nossa! Mas não tem porque os judeus não gostarem da sua opinião, ué...acho que até eles saturam às vezes. Como este é um caso real, talvez até tenham mesmo pensado "de novo isso?!!!".

      Cuide-se! Gripe é chato demais! :**

      Excluir
  2. Opa, dica mais que anotada, fiquei bem interessada pois nunca ouvi falar desse filme :O


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  3. Olá Barbara,
    Assim como a Betty, eu não consigo mais ver filmes de holocausto.
    Big Beijos,
    Lulu
    BLOG | YOU TUBE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh Admito que tem certos assuntos que são banalizados mesmo.
      :**

      Excluir
  4. Também senti a mesma coisa quando assisti o trailer desse filme Bárbara: preciso assistir! Ainda não tive a oportunidade, mas quero muito assistir em breve!

    Um beijo! Não Me Mande Flores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que consiga, Mila. Gostei muito ^^

      :**

      Excluir

Pode dar sua opinião sincera aqui ^^